terça-feira, fevereiro 07, 2017

Nunca os media foram tão maus

Nunca os media - jornais, rádio e televisão - foram tão maus.
O problema não emerge só da falta  de qualidade dos jornalistas e dos demais protagonistas dos mesmos.
O problema revela-se, essencialmente, na falta de qualidade da informação.
Nos últimos dias tudo andou em torno das profecias das agências de rating e da OCDE, como se umas e outra merecessem alguma credibilidade.
A política não pode reduzir-se a uma espécie de um exercício de bruxaria ou de adivinhação.
As coisas mais elementares da nossa vida e  dos nossos dias continuam a ser branqueadas.
A poupança dos países - a riqueza das nações - foi confiscada pela politica dos bancos centrais, com o famigerado esquema das taxas negativas, para gerar uma mercado de divida pública, sem o qual todos os bancos entrariam em falência.
Só os tontos jogam numa bolsa, cujos mercenários enganam, diariamente, os patetas.

Sem comentários: